Acção de Sensibilização sobre DRM

DRM

O quê?

Ocorreu no passado dia 25 de Maio de 2007 uma acção de sensibilização sobre DRM, na semana de estreia do filme “O Pirata das Caraíbas”.

Porquê?

O Pirata das Caraíbas é um filme sobre uma comunidade diversa que se junta para combater a tirania opressora da East India Trading Company. No passado dia 14 o General Gonzales pediu ao Congresso Americano para activar a “Intellectual Property Protection Act of 2007” (IPPA) que fará com que, entre outras coisas:

  • A pena por evitar DRM aumente
  • Criminalizar a “tentativa” de infração dos direitos de autor
  • Permitir mais escutas para investigar violações aos direitos de autor
  • Aumentar as penas para “intenções” de cometer crimes contra direitos de autor

Esta legislação proposta é o resultado do lobie feito por Hollywood, servindo os seus interesses particulares às custas dos bens púbilcos. Os consumidores têm-se mostrado contra o DRM, mas grandes corporações transformam a revolta em crime manipulando governos para a criação de novas leis. A Disney é um dos principais grupos a favor do DRM em vídeos e filmes, e um preponente para a extensão permanente dos direitos de autor. A Disney é também um membro fundador da AACSLA, a organização que licencia o esquema de DRM no HD-DVD e no BluRay. Eles são a força por detrás da MPAA e um dos maiores instigadores do DMCA nos USA e do EUCD na Europa – que fazem com que evitar o DRM seja um crime.

Onde?

Na Lusomundo do Centro Comercial Vasco da Gama, em Lisboa, Portugal.

Como correu?

Um dos participantes, Rui Seabra, escreveu sobre como tudo correu.

O vídeo do evento pode ser visto aqui:

Sobre Marcos Marado

Presidente da ANSOL, membro da AEL, fundador do DRM-PT.

Deixe uma resposta