O DRM não impede a pirataria

lock-52613_640

O DRM não impede a pirataria simplesmente porque coloca nas mãos do atacante o cadeado e a chave que o abre.

O DRM baseia-se em códigos, encriptação, e em chaves que desencriptam esses códigos e a maneira como funciona pode ser explicada de uma forma muito simples:

Os titulares de direitos (editoras, distribuidoras, produtoras, etc) colocam cadeados nos conteúdos (filmes, música, livros digitais, jogos de computador, etc) e escondem as chaves que abrem esses cadeados nos equipamentos e sistemas onde esses conteúdos vão ser usados (hardware, como o leitor de DVD, e software, como o programa de computador que vocês utilizam para ver o DVD).

Ora, nenhum sistema que coloca nas mãos do atacante o cadeado e a chave que abre esse cadeado pode ser considerado seguro.

Donde se conclui que, por definição, o DRM nunca poderá impedir a pirataria. Esta é a razão pela qual sempre que surge um novo DRM, ele é quebrado numa questão de horas ou dias. Por definição, um sistema de DRM nunca poderá impedir a pirataria.

“DRM  systems  are  usually  broken  in  minutes,  sometimes  days.  Rarely,  months.  It’s  not  because  the  people who  think  them  up  are  stupid.  It’s  not  because  the  people  who  break  them  are  smart.  It’s  not  because there’s  a  flaw  in  the  algorithms.  At  the  end  of  the  day,  all  DRM  systems  share  a  common  vulnerability:  they provide  their  attackers  with  ciphertext,  the  cipher  and  the  key.  At  this  point,  the  secret  isn’t  a  secret anymore.“ [1]

[1] – Doctorow,  Cory.  “Content”.  Página  7  do  livro,  em  papel,  também  disponível  com  uma  licença  Creative Commons  em  http://craphound.com/content/download/.  Para  compreender  porque  é  que  o  DRM  não funciona,  aconselhamos  a  leitura  do  primeiro  capítulo  do  livro  sugerido,  com  o  título  “Microsoft Research DRM Talk

Deixar uma resposta